Siga @katherslynne

28 de mar de 2015

Espaço dos Fãs =)


   Olá leitores queridos!

Agora vocês vão ter uma chance de mostrar o amor de vocês por algum livro, série, saga, etc...

É só escrever uma especie de resenha crítica, contando como foi ler esse livro, qual foram as sensações e se tiver uma história engraçada sobre quando estava lendo o livro, não deixe de nos contar também! 

No final vou deixar o link do meu face e vocês podem me mandar uma mensagem para mais informações!

A seguir vocês vão ler  a resenha de abertura desse post:

 Resenha de: Hillary Silva

 Idade: 16 anos

O Morro dos Ventos Uivantes 


Por que será que as mulheres de nome “Emily” sempre nos surpreendem?!


Talvez seja o fato de seu nome estar em várias histórias com garotinhas macabras de filmes de terror que fazem jus ao seu gênero. Ou, o poder incontestável que possui este nome.
No caso de Emily Bronte, não é diferente, pois ela surpreende a todos aqueles que já leram “O Morro dos Ventos Uivantes”.

Com toda a complicação em sua trama, torna-se um dos romances mais tenebrosos de se compreender, mostrando-se um livro que não foi feito para leigos.
Seu ambiente sombrio e tempestuoso transmite-nos um senso de mistério, tornando-se uma história intensa e cativante sobre amor não correspondido, dor de cotovelo e vingança.
Em sua maior parte, a história nos é contada através da narração em primeira pessoa do Sr. Lockwood, e logo depois, por Nelly.

O Sr. Lockwood de quem vos falei é o novo inquilino da Fazenda Thrush Cross Grange, propriedade de um tal Sr. Heathcliff. Por cortesia, o Sr. Lockwood vai visitar o senhorio no “Morros dos Ventos Uivantes“, onde ele encontra um rapaz, uma moça e Heathcliff. Ele tenta entender a ligação entre os três e termina entendendo-a de maneira errada, o que aumenta sua curiosidade para descobrir mais sobre essa família muito louca.
Cheio de dúvidas e inesgotável interesse, ele persuade a Nelly (a governanta) para contar-lhe mais sobre essas pessoas.

A história retroage aos tempos em que o senhorio era criança, onde um bondoso homem traz para casa um garoto cujo encontrou abandonado na rua; Heathcliff. Este homem é o Sr. Earnshaw e têm dois filhos, Hindley e Catherine, ambos de mesma idade do garoto. Por conta do fato de que o Sr. Earnshaw favorece mais ao novo morador, seu filho acaba por ficar muito furioso. Todos os outros membros da fazenda acham Heathcliff estranho, exceto Catherine, que realmente o adora.

Depois que seu pai morre, Hindley se volta contra Heathcliff, impedindo sua educação, passando a trata-lo como um trabalhador braçal. Ele faz de tudo para erguer um grande abismo entre Catherine e Heathcliff, pois odeia a amizade que existe entre eles.
Hindley tenta fazer Catherine se dar bem com os Lintons, uma família rica e respeitada que vive na Fazenda Thrush Cross. O filho dos Lintons, Edgar, começa a gostar de Catherine, e logo isto gera ciúmes em Heathcliff, mas ele acaba por tolerar a distância criada entre eles.

Depois de certo tempo, Edgar pede Catherine em casamento e ela aceita. Heathcliff a escuta dizendo a Nelly que ela escolheu Edgar, da família dos Lintons, apenas porque ela achava que Heathcliff não é um cavalheiro e que casar com ele estragaria sua reputação e status na sociedade. (Vacilona)
Como era de se esperar, ele fica muito put... Magoado, deixa os Ventos Uivantes e vai embora.

Catherine fica arrasada, ela não poderia suportar essa situação, então, Edgar casa-se com ela para lhe ajudar a suportar a dor. Eles começam uma nova vida, porém, em certo dia Heathcliff retorna. Ele se tornou um cavalheiro e agora é tão desejável quanto Edgar, fazendo-a pensar pela primeira vez na hipótese de pular a cerca, e assim, seu conflito emocional começa: ela quer os dois homens em sua vida.
Tentando conseguir isso ela termina ferindo Edgar e a si mesma. Catherine nunca consegue sair deste tumulto emocional e após certo tempo ela dá à luz a uma filha de Edgar e morre. Heathcliff fica arrasado com a notícia da morte de Catherine. Ele se sente como um Escorpiano de ego ferido e logo declara guerra a todos aqueles que lhe separaram de sua amada, jurando tomar vingança. 

Heathcliff tem um caso com Isabella, irmã de Edgar, e gera um filho com ela. O resto da história mostra como ele destrói Hindley e toma os Morros Uivantes.

Após sua vingança e tomada dos Morros Uivantes, ele trata Hareton, filho de Hindley, da mesma maneira que foi tratados anos atrás por seu pai, também força a filha de Catherine, Cathy, a se casar com seu filho Linton. Então, finalmente, ele se apodera da Fazenda Thrush Cross Grange. E, praticamente, o romance termina com a quase insanidade e consequente morte de Heathcliff.


Em minha leitura, realmente acabei confundindo a realidade com sua ficção. Fiquei tão submersa e entretida lendo que bastaram dois dias para que eu tivesse lido o livro inteiro e quisesse lê-lo de novo. É como se aquele universo sombrio e tempestuoso, cheio de complicação fosse a minha realidade do dia-a-dia, e depois de ter chegado ao seu fim, não soubesse mais como continuar minha vida. É o que acontece quando uma história nos cativa, eu acho.

A história possui muito mais coisas do que foram descritas aqui. Seu ar de mistério quanto a provável presença de um espírito em um dos quartos da casa de Heathcliff (spoiler) nos deixa inclinados a continuar lendo, e do nada, passa a ser um suspense psicológico. Com as palavras de Emily, consegui sentir as emoções de todos os personagens da história, amor, ódio, raiva, rancor, desespero e solidão. Quando a história se resolveu, eu literalmente quase enfartei com seu desenrolar/final.



 Parabéns Hillary, amei sua resenha! Ficou realmente perfeita, muito obrigado por compartilhar sua experiencia lendo um livro tão magnifico como esse!

    Viu faça como a Hillary, mande sua história também!

...Emily Mota Araújo 


Um comentário:

  1. Olá =)

    Adorei a ideia! Sério! Muito legal incentivar os leitores a ajudarem no blog, eles gostam de participar né? Confesso que esse livro é o meu pesadelo. Já tentei lê-lo diversas vezes e acabo abandonando a leitura porque não vai. Simplesmente acho parado demais e pouco atrativo. É o livro favorito da minha mãe, mas mesmo ela incentivando a leitura, não me desce. Uma pena, acho que ainda não estou preparada para ele. Mas parabéns pela resenha!

    Beijos
    http://www.estantedarob.com.br/

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.