Siga @katherslynne

24 de nov de 2017

Projeto Cartas 3: Uma carta de agradecimento

10:00 0 Comments
Pra quem não sabe, estou participando do projeto 12 Cartas em 12 Meses, projeto que consiste em escrever ma carta todo mês, e cada mês tem um tema diferente. Só que estou fazendo de um jeito diferente, uma forma mais rápido: Estou na 3ª carta e pretendo terminar até o final de 2017. A carta de hoje é sobre agradecimento, então aqui vai:


Em 2015, eu estava sofrendo. Ano em que eu prestaria os exames de vestibular, a aflição de saber que finalmente se chegou ao último ano na escola, mas com o medo de não saber se vai conseguir entrar na faculdade. Foi um ano muito difícil pra mim, fiz apenas dois posts nesse blog e me isolei de tanta coisa. Não participei de RPG, só usava a internet para estudar. E talvez isso tenha feito com que eu me sentisse tão triste e desolada: estava naquela ilha em que só podia enfiar na guela mais matérias e conteúdos para estudar. Agradeço imensamente aos meus amigos pelo apoio, em especial a Lety e a Thains, com quem hoje eu nem falo mais. Elas foram minha força, principalmente a Thains, porque ela sabia o que eu estava passando, ela também sofria com tudo aquilo. Foi maravilhoso ter ela ali do meu lado, estudando junto, dividindo as crises neurôticas.

Em 2016, eu estava no céu por ter conseguido a tão sonhada bolsa na faculdade. A única coisa que consegui com a minha nota foi Administração, curso que amo fazer e pretendo seguir na área, mas meu maior problema foi que a faculdade que eu tinha conseguido ficava a mais de duas horas e meia de distância da minha casa, dependendo da velocidade do transporte, podia chegar a três. Eu, a garota que passou a vida inteira dentro de casa e que mal sabia pegar ônibus, passei a atravessar cidades e pegava tanto ônibus, trem e metrô que já chegava cansada. Aprendi muito, chorei muito. Ficava olhando a paisagem da janela, tanto os prédios de empresas multinacionais quanto as favelas dos mais desfavorecidos, eu literalmente me sentia como se estivesse em uma viagem. E tenho muito que agradecer aos meus ex colegas de classe, com quem fiz amizades. Até mesmo os que tentaram me passar pra trás: vocês me ensinaram a ser esperta e me tornaram mais fortes.

Então eu mudei de faculdade no meio do ano, consegui a transferência. A nova faculdade não é tão perto da minha casa, mas em comparação a outra, sem palavras. Coloquei tantas ideias no papel, tantos planos e sonhos. Tudo o que eu tentava fazer não ia pra frente, alguma coisa dava errado, então fui guardando tudo isso, até que veio uma bomba: eu, bolsista, tive o nome manchado pela minha nova faculdade. Sabe o que é fazer 18 anos e descobrir que seu nome está sujo porque sua instituição fez merda? E eu quase perdi a bolsa, vocês tem noção do que foi isso pra mim? Hoje, a situação se encontra na justiça, mas o juíz já emitiu decreto de que eu devo continuar indo as aulas, então isso ninguém pode tirar de mim, continuo estudando e é acreditar em Deus que tudo vai dar certo. E agradecer a minha família, aos meus pais, que estiveram comigo nesse momento tão ruim da minha vida. Eu não estava sozinha, e agradeço imensamente por isso.

2017 foi o ano de colocar em prática todas aquelas ideias anotadas, e ver que elas estavam dando certo. Ainda não consegui fazer tudo, não cheguei nem na metade, mas ver meusprojetinhos lindos nascendo é indescritível. Agradeço a todos que estiveram comigo esse ano, e aos que me apoiaram: sério, sem vocês... aos blogueiros, meu mais apertado abraço e agradecimento: passei o ano com essa galera e aprendi muito, cresci muito.

E agora é esperar 2018, com muita alegria e satisfação. O trabalho ainda não acabou, pelo contrário, está só começando. Mas a motivação e a força de vontade, isso tem aqui.

22 de nov de 2017

Qual plataforma uso para o meu blog?

10:00 1 Comments
Depois de ter decidido qual será o assunto principal do seu blog e o nome dele, vem outra questão: qual plataforma usar? Existem várias plataformas pra você que está começando no mundo da blogosfera ou que pensa em criar outro blog,  mas aqui vou falar um pouco mais apenas das duas mais usadas: o wordpress e o blogspot.





WordPress é uma plataforma muito popular. É mais usada por quem entende de códigos html, etc, quem tem um conhecimento pelo menos básico de edição, porque se você não souber nada sobre isso, vai sentir dificuldades ali. Quem geralmente usa são profissionais, e quando pensei em criar blogs, isso a anos atrás, até tentei criar um ali, mas por conta das dificuldades que encontrei, acabei desistindo.

Hoje eu tenho um conhecimento mais avançado na plataforma, fiz curso no Senac dela e hoje trabalho com criação de sites e uso muito, principalmente por conta dos plugins. Sério, dá pra fazer muita coisa ali, mas pra blog, até hoje não penso em usar ela não. Wordpress tem muitas opções para personalização, os plugins que são quase que infinitos, o SEO dele é ótimo. Só que o custo é bem maior, dependendo de como você for usar, terá que pagar hospedagem, e detesto seguir blogs do wordpress porque parece uma newsletter, só vai acompanhar o blog se colocar seu email. Gente, eu sigo mais de 900 blogs, imagina chegar notificação no email a cada vez que um deles for atualizado? Prefiro seguir mesmo pela lista do blogger, porque quando eu quiser ver as atualizações, é só entrar por aqui.




Blogspot é a minha plataforma preferida, e é a que eu uso. Prefiro ela porque posso personalizar meu blog da forma que eu quiser, mesmo tendo bem mais limitações do que o Wordpress. São vários os tutoriais que você encontra na internet, tem muitos temas prontos, então pra quem é iniciante e não entende nada de HTML, css e outras linguagens, a plataforma é ótima.

Não precisa pagar pela hospedagem, ela é gratuita, mas se você quiser comprar um domínio e ficar com seusite.com.br precisa pagar anualmente, mas fica em torno de uns R$40,00 por ano, então vale a pena.

O problema é que pra SEO ela não é das melhores. O google gosta de quem paga para aparecer nas buscas, e por isso acaba dando preferência a outras plataformas, mas não tem como fugir disso.

Tem várias outras, como o Wembly, que é uma boa plataforma, apesar de ser simplesinha. Já criei um site ali e foi fácil mexer, só achei limitada as opções. O que eu fiz foi uma lojinha virtual do Beco Diagonal, na época em que eu tinha RPG de Hogwarts, e se quiserem dar uma olhadinha, pra ver mais ou menos como funciona a plataforma, clique Aqui. Tem várias opções de layout, só não tem muitas opções para personalizar.

Esses são apenas alguns exemplos e como disse anteriormente, existem várias plataformas gratuitas. Pretendo vir com mais dicas e tutoriais, explicar melhor sobre essas duas plataformas, e espero que tenham gostado desse pequeno post, e queria saber uma coisa. Como vocês escolheram a plataforma que usam? Não deixem de comentar, suas respostas são importantes para esse diário. Beijos e até a próxima.

21 de nov de 2017

5 Motivos para Ler : Senhores do Submundo

10:00 1 Comments
Vai fazer quase um ano que conheci uma saga fantástica : Senhores do Submundo, uma série fantástica que ainda estou devendo as resenhas. Quem leu e gostou de Os Cárpatos e Irmandade da Adaga Negra deve gostar, pois tem vários livros, todos se passam no mesmo niverso, mas cada volume é sobre um casal diferente. Tem romance, cenas hot, fantasia e uma trama de fundo que faz com que todos os enredos se interliguem.
Mas gostaria de fazer um post contendo 5 motivos pra você se aventurar nesse maravilhoso mundo que a autora Gena Showalter criou, bora conferir?



1. A escrita da autora : Uma coisa que me importa tanto quanto o enredo da história é a escrita do autor. É algo que pode passar batido para uma grande maioria, mas eu gosto de perceber e identificar toques sutis na escrita de diversos autores. E a Genna, autora da saga, é simplesmente impecável. Ela narra e descreve tudo com uma facilidade maravilhosa, ela usa as palavras com uma genialidade que faz com que você devore página após página. Cenas de luta, de humor e brincadeiras, até mesmo de sexo ficam inacreditáveis, te fazem querer ler mais e mais.  

2. Os personagens : Eu já li cerca de uns dez livros da série e posso afirmar : cada personagem é único. Ao longo da saga mais e mais pessoinhas aparecem na história, e é uma mais encantadora que a outra. Até mesmo personagens secundários, como Lúcifer e Hades, tem lá seu próprio encanto. E eu amei isso, cada um deles foi bem trabalhado, muito bem criado. Personalidades diversas, isso me agradou bastante.

3. Os casais : Cada livro foca em um guerreiro imortal e uma mulher, certo? Apesar de cada livro ter um casal principal, sempre tem os que ficam em segundo plano (aqueles que já foram protagonistas em livros anteriores ou que podem vir a ser futuramente). Isso eu acho bem legal porque ao mesmo tempo em que podemos matar a saudade de protagonistas anteriores, a gente fica super ansioso pra saber no que vai dar outros futuros casais. E cada um deles é melhor que o outro. Uns são parecidos, outros são oposto do outro, mas são perfeitos juntos. 

4. Complexidade : Desde que li aquele conto de introdução da série, percebi que ele tinha um toque bem complexo. Apesar de ter um casal e um romance intenso, existe toda uma trama que atravessa todos os livros.

5. Mitologia: Como fã de livros que abordem mitologia, eu devo confessar que isso foi o que me fisgou quando comecei a leitura. Aqui, nós temos uma mistura de várias mitologias, incluindo a grega, e achei maravilhoso como todas elas vão se encaixando aos poucos no decorrer da série.

É isso pessoal, espero que tenham gostado e que eu tenha convencido vocês a darem uma lida haha. Beijinhos, e até a próxima.

20 de nov de 2017

Crítica de Filmes: Liga da Justiça (SEM SPOILERS)

10:00 0 Comments
Oi, pessoal! Como prometido, vim trazer uma crítica sobre o filme Liga da Justiça, que assisti na semana de estréia! Essa crítica não vai ter spoilers, vou falar mesmo do que achei no geral e em breve trago uma com spoilers.

Gostaria de começar dizendo que minhas expectativas não estavam tão grandes. Gosto muito da DC, assisto a várias seres deles, como mencionei no post Tag: Heróis, mas meu problema com relação aos filmes deles atuais é que dá a impressão de que estão atrasados. Na Marvel, tivemos toda aquela expectativa, foram mais de 10 anos desde o surgimento do Universo Cinematográfico Marvel, e agora que estamos vendo todos eles juntos em um filme, e a promessa de que Vingadores 3: Guerra Infinita vai reunir mais heróis deixa qualquer um sem fôlego.

Resultado de imagem para vingadores 3 gif

E tudo bem, tivemos o filme Homem de Aço, Batman Vs Superman, Mulher Maravilha que foi um estouro. Mas a minha opinião é a de que eles tentaram correr muito pra alcançar a Marvel, só que não adiantou porque Marvel foi implacável nisso.

Mas deixando o lado marvete de lado e trazendo a parte que ama a DC, o filme tem um enredo interessante. Ele vai mostrando um pouquinho de cada herói, mostrando suas origens, o lado deles. Não é uma explicação tão longa, até porque o filme é sobre todos eles juntos, e rola essa química entre os personagens.

Do vilão, Lobo da Estepe, eu não gostei tanto, mas temos várias cenas de ações, as lutas estão maravilhosas, e ver todos eles reunidos é incrível. Acho que quem deve se surpreender e emocionar mais são os que cresceram assistindo aos desenhos, que liam os quadrinhos.

Uma crítica que tenho é em relação ao Flash, pois apesar do personagem ser um alívio cômico e garantir boas risadas, em vários momentos foi reduzido a um babaca sem noção, um retardado completo. E doeu ver isso, ele que é um dos meus heróis favoritos agindo assim. Sei que no filme ele é só um garoto, e tudo mais, mas poxa, tem cenas que chegaram a me irritar da forma como o Barry foi introduzido.


Do Aquaman eu esperava um pouco mais de marra, até porque estamos falando do ator Jason Momoa, que fez o Kal Drogo em Game of Thrones. Nos trailers, ele estava super dark, o perigoso from hell, e no filme perdeu um pouco disso.

A Gal continua magnífica no papel de mulher-maravilha e não sei nem  o que dizer, a cada vez que ela aparecia, saíam coraçõezinhos dos meus olhos. O Batman é o batman e o Ciborgue acabou se tornando o personagem que eu mais quero ver o filme solo, ele ta muito bem caracterizado e interpretado.

Assim, é um filme bem legal, os efeitos especiais estão bons. Não saí do cinema decepcionada, então se alguém está pensando em ir, super recomendo. Só que também não foi aquela coisa, sabe? Só não vá com a expectativa não estava muito alta.

Tem uma cena, não vou falar porque pode ser spoiler, ma sé meio óbvio que o Superman volta gente, então se você não sabia, você ta sper desatualizado. A cena dele, cara, vale o ingresso do cinema. Você pode dizer: aquele sim é o Superman.

Mas é um filme que sei lá, não entra na minha lista de favoritos. Agra é esperar Star Wars: Os últimos Jedi.

19 de nov de 2017

Os Incríveis vai ganhar continuação!

18:07 0 Comments
É, o twitter quase parou quando veio a notícia bombástica: os incríveis vai ganhar continuação e jpa tem até teaser! Vai fazer o que, uns 10 anos que lançou o 1º filme? Talvez mais. O que importa é que a gente estará assistindo, e um filme voltado ao público infantil terá suas salas repletas de... adultos!







2018 promete, hein? Vai ter tanto filme bom que o bolso até chora.Mas deixo aqui o trailer, bora assistir que esse momento é nosso!


16 de nov de 2017

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

16:14 5 Comments
E saiu o nome do próximo filme da trilogia de Animais Fantásticos! Chamado de Os crimes de Grindelwaldo, o segundo filme chega aos cinemas no dia 15 de novembro de 2018. A primeira foto do elenco chegou para animar esse dia. As informações foram transmitidas pela própria Warner Bros. Pictures, que divulgaram a 1ª imagem oficial do filme:


E é claro, os fãs ficaram alvoroçados no Twitter, olha só a reação da galera:

E aí, quem mais está ansioso?

Tag: Heróis

10:00 2 Comments
No post de hoje, vim apresentar pra vocês uma tag que achei no blog Livros e Outros Trecos, a tag Heróis. E veio em um bom momento, bem na semana de estréia de Liga da Justiça, filme que estou bem ansiosa para assistir. Nesse, vou conseguir ir na pré-estréia então tratei crítica sobre o filme com e sem spoilers pra vocês em breve. Mas vamos ao que interessa?



  • Qual a sua favorita: DC ou Marvel? 
Gente, vocês não tem noção de quanto eu detesto essa pergunta rsrs. No começo, quando explodiu esse lance de filmes de super heróis, anos atrás, eu era totalmente #teamMarvel. Eu ficava tipo, "quem vai querer a DC? Só tem o Batman, Superman e Mulher-Maravilha". Mas foi só eu conhecer a DC que me encantei. De filmes, confesso que ainda prefiro os da Marvel, mas em se tratando de séries, por exemplo, a DC dispara [a única que to assistindo mesmo da Marvel atualmente é Agents of Shield].Aí tem as comparações pra ver qual é a melhor nos games, nos quadrinhos, tals. Considero as duas então não tem essa.

  • Qual seu herói favorito?
Que pergunta difícil aaaaahhhhh. Já vi que essa tag é dureza hein? Cara, nos filmes, diria que o Homem de Ferro. Graças aos filmes dele que hoje o Universo Cinematográfico da Marvel atingiu tamanhas proporções. Mas também amo o Flash, uma das minhas séries favoritas da atualidade e estou bem ansiosa por um filme solo dele. Batman também porque é de lei, acho fascinante as coisas que cercam o morcego, Gotham é foda. E da Feiticeira Escarlate, sonho em fazer cosplay dela, e a Supergirl porque acho ela uma fofa e super me identifico.

  • Qual herói tem um superpoder que você gostaria de ter?
Em muitos momentos, eu gostaria de ser um X-men, então os poderes do professor Xavier, sem dúvida, seria uma das minhas primeiras escolhas. Tem também os da Mulher Invisível, ia ser legal passar despercebida pelos lugares sem ninguém enxendo o saco, e com certeza viria a calhar pra não ser assaltada ou coisa do tipo. E do Doutor Estranho ne, mago é mago. Sei que o Loki não é herói, mas fazer umas ilusões ia ser massa.

  • Qual herói todo mundo ama menos você? 
Supermen. Não tenho nada contra ele, cresci assistindo Smallville, vi os filmes antigos dele, os atuais, cheguei a ler algumas HQ's. Só que não tenho essa admiração que geral tem, sabe? Até gosto da integridade dele, o caráter, senso de justiça, acho super fofo ele com a Louis Lane. Mas geral fala que ama ele e eu tipo, não.

  • Qual herói tem o melhor arqui-inimigo? 
Em disparada, o Batman, e não é só um arqui-inimigo não, são vários. Só de citar o Coringa já dá aquele peso, mas depois que comecei a assistir Gotham e fui conhecendo mais a fundo os vilões, como Pinguim e Chapeleiro Louco, fui pesquisar mais a respeito da origem deles e me encantei. Batman tem toda essa leva de personagens, e cada um tem suas motivações, suas histórias, é incrível. #AssistamGotham.

  • Qual herói tem o poder mais inútil?
Essa eu tive que pensar um pouco. O Coisa, de Quarteto Fantástico, acho meio sem graça o "poder" dele, que na verdade é um estado do seu corpo, ne? Mas não classificaria como inútil. Acho que qualquer poder pode ser usado e bem aproveitado.

  • Qual item um herói tem que você gostaria de ter?
O dinheiro do Bruce Waner e do Tony Stark haha. Talvez a espada da Katana porque amo espadas, mas aí ficaria com medo das almas que estão presas ali então... Acho qe iria querer a habilidade em luta, tipo a da Viúva Negra e do Buck Barnes, os caras lutam pra caramba.

  • O que você tem em comum com algum herói?
Uma vontade de querer ajudar o mundo e de se provar. 

  • Qual é o melhor uniforme? 
Os uniformes que os agentes da Shield usam, tipo aquele que a Natasha usa eventualmente. Só que não iria ficar tão bonito e sexy em mim, já que não sou tão magra quanto as atrizes que usaram, mas e daí? Seria legal ter aquele uniforme.

  • Qual filme, quadrinho, série ou animação você recomenda? 
Filme é quaquer um dos Vingadores, ver todos aqueles heróis lutando juntos na telinha é lindo [isso inclui Capitão América 3-Guerra Civil, mesmo sendo eles lutando um contra o outro]. De quadrinho, qualquer um do X-men, série as da Dc ne [Gotham, Flash, Supergirl, Dcs Legends of Tomorrow Arrow eu ainda vou terminar mas sei lá] e da Marvel Agents of Shield. Animação a trilogia do Asilo Arkhan e Flash: Ponto de Ignição.


Por hoje é só e espero que tenham gostado da Tag. To pensando em gravar um vídeo ou fazer um podcast no youtuber com ela com mais alguém, então se alguém aí tiver interesse em participar, manifeste-se, vamos marcar um encontrinho na web. E indico 10 blogs para fazer o mesmo:

Blogs Indicados


15 de nov de 2017

Resenha: Sonhos (The Soul Seekers)

10:00 8 Comments
Bom dia, caros leitores! Hoje venho trazer resenha de um livro que não posso dizer que foi maravilhoso, mas é uma leitura legal: É o 1º volume da série The Soul Seekers, da autora Alyson Noel. Achei esse livro na biblioteca e me interessei pela capa, que achei muito bonita. Eu já conhecia a autora, inclusive tem resenha de um livro dela aqui, Para Sempre, da série Imortais, que é bem famosa e conhecida, apesar de ter recebido certas críticas. Aí pensei, por que não? Peguei esse e fui ler.

Autora: Alyson Noël   
Editora: Leya
Número de Páginas: 320
Gênero: Fantasia e Romance




Sinopse: 


Daire Santos é uma adolescente de 16 anos, filha de uma maquiadora de Hollywood, que namora estrelas de cinema e viaja com a mãe por todo o mundo. Até que coisas estranhas começam a acontecer com ela: visões com corvos e pessoas brilhantes, o tempo que para de andar, sonhos com um belo menino de olhos azuis-gelo.
Os médicos acham que se trata de um caso psiquiátrico. Sua avó, curandeira respeitada na pequena cidade de Encantamento, Novo México, afirma que pode curá-la com suas ervas e poções. Sem alternativa, Daire vai para uma cidade perdida no meio do nada, longe da mãe, e com a avó que até então não conhecia.
O que parecia ser o fim, no entanto, revela-se o início de uma grande aventura: guiada pela avó, Daire descobre ser uma Buscadora de Almas, descendente de uma linhagem poderosa que, através dos tempos, vem garantindo o equilíbrio entre o bem e o mal tanto no nosso mundo quanto em outros mundos e outras dimensões.

A Daire, que eu pensei que era atriz e não é, cresceu dentro de Holywood, só que nos bastidores. Ela e a mãe, Jenikka, viviam se mudando de um lugar para outro, e a garota nunca teve uma casa fixa, não vai pra escola e faz as aulas online. É a típica vida que mitos adolescentes gostariam de ter: conhecer famosos, lugares diferentes a cada mês, a liberdade da estrada. Mas o que realmente difere a Daire das demais garotas de sua idade são as estranhas visões que ela tem com corvos e outras paradas sinistras. Quando ela era mais nova, ela tentou conversar com a mãe sobre isso, não deu certo e ela desistiu.

Só que, aos 16 anos, não dá mais pra esconder isso e é aí que as coisas fogem de controle: as visões estão piores, Daire está descontrolada, perdendo o controle e fazendo coisas impulsivas, como atacar um ator famoso e arranhar a cara dele toda. Ela tenta convencer a mãe e os médicos de que as visões são reais, porém, de nada adianta: ela vai sendo dopada por remédios a todo instante, e isso não está ajudando. E vamos combinar, ser um perigo não só para si mesma mas para outras pessoas e ver que sua mãe não acredita em você é dureza.

Imagem relacionada
Que triste ):

Então, eis que finalmente a avó da garota, mãe do pai dela que já está falecido a anos, aparece com a cura e pede para que a menina passe um tempo com ela em uma cidadezinha fim de mundo chamada Encantamento. E nessa parte, por mais que a Daire estivesse passando por essa barra pesada, ela foi muito imatura. Jenikka, por mais que não entendesse o problema, tentava arrumar uma solução, e ela decide deixar a Daire com essa avó por um tempo, pois a velha senhora dizia ter as respostas e poderia ajudar. Só que a Daire pirraçou demais, ficou jogando na cara da Jenikka que ela só queria se livrar da filha problemática, etc e etc. Chegou a um ponto em que eu só queria entrar no livro e meter a mão na cara dela, o qe me faz pensar em quantas vezes já não devo ter tido esse mesmo comportamento com a minha mãe.

Daire chega na cidade, se assusta com algumas coisas e conhece os Richter, a família que comanda a cidade, e como todo adolescente mal encarado, tenta fugir. Depois que passa esses momentos, ela finalmente escuta a avó e começa a entender que é uma Buscadora, que as visões na verdade irão ajudar ela a se tornar quem de fato é, que vem de uma linhagem mágica e tals. Pra ser sincera, muita coisa das explicações eu pulava, porque achava tedioso ler aquilo. Certas partes ficaram meio massantes, sabe? E az páginas do livro não ajudavam: achei a fonte do texto muito pequena, cada capítulo começava com um parágrafo inteiro em itálico, o que prejudicou demais minha leitura. Meu olho doía tentando enxergar esses parágrafos, até que passei a pular todos eles. Não prejudicou a leitura ou o total entendimento do livro, eu ter feito isso, mas se me pedir pra explicar o que é Buscadora de Sonhos, não me garanto na explicação haha.

Resultado de imagem para nao sou obrigada
Aumenta a fonte da letraaaa


Uma coisa que eu amei é o fato de que ela tem sonhos com um garoto misterioso, e esses sonhos são  tipo, os dois se pegando, se beijando até dizer chega. Daire considerava esse garoto uma espécie de namorado imaginário, e adivinha só? Sim, senhoras e senhores, esse garoto é real e quando eles se topam, caraca... Deve ser super bizarro encontrar pessoalmente um cara que você beijava nos sonhos. E tem um livro com essa temática, e sonhar com alguém, namorar ela no imaginário e depois se encontrarem no mundo real. O livro é O Garoto dos Meus Sonhos, que eu super amei, em outro post falarei mais sobre ele.

Voltando aqui, tem umas coisas sinistras nessa cidade. Sabe os Richter, que citei mais acima? Eles são os manda chuva na cidade, influênciam em quase tudo que acontece ali. Só que são os caras mals, que querem controle. Da mesma forma que a Daire veio de uma linhagem mágica, eles também vieram, só que enquanto ela vem de algo bom, eles são das trevas.

A função da Daire é garantir o equilíbrio entre o bem e o mal, função super hard pra uma garota, e o herdeiro dos Richters, Cade, que tem a mesma idade dela, é um saco. Cade é o lixo e o lado podre da humanidade reunido em uma só pessoa, e ele literalmente tem um pacto com as trevas, nasceu delas. Quase fui shipando, porque tenho aquela quedinho pelos vilões e os bad boys [aliás, se alguém quiser indicar livros em que a mocinha fica com o "cara mal", fica à vontade]. Ele está querendo fazer merda das grandes e a chegada da Daire vem em cheio pra frustrá-lo, e é uma coincidência do caramba que Cade seja irmão gêmeo do Dace, o garoto dos sonhos da Daire.

Resultado de imagem para gif garota surpresa

Apesar das partes imaturas, Daire mostrou ser uma garota responsável, foi aprendendo a lidar com todos os problemas e a proteger as pessoas. Quando ela é obrigada a frequentar a escola pela 1ª vez e sofre bullyng pelas populares, me partiu o coração, mas depois entendi o motivo dela ter que ficar na escola: Cade já é super popular e influencia aqueles jovens de forma negativa. A presença da Daire equilibra as coisas, os adolescentes veem como ela é, alguém que está disposta a ajudar o próximo, e se inspiram nela.

Não foi uma das minhas melhores leituras, mas não foi ruim, achei o enredo bem intrigante. A Alyson é muito criativa para criar romances paranormais e admiro isso nela, Imortais tem uma sacada incrível. Só que alguma coisa na escrita dela não me agrada, o que faz com que eu nunca dê o 10 em suas histórias. É essas partes massantes das explicações que não vai.  Recomendo a leitura? Sim, pra quem curte o gênero. Vou ler a continuação porque não achei ruim, como falei, é legal, só que vou ler pelo celular mesmo, o físico não ta dando não. São 4 livros ao todo e já comecei o 2º, posso dizer que está ficando interessante, principalmente porque nele o Dace é um dos narradores.

Espero que tenham gostado da resenha e não se esqueçam de voltar amanhã, tem uma tag super legal pra vocês fazerem. Beijos e até mais.

14 de nov de 2017

5 livros para ler no Wattpad

10:00 22 Comments
Pra quem não sabe, a Revista Jovem Geek, online e gratuita voltada ao público nerd, possui uma coluna chamada Cantinho ddo Wattpad, onde uma vez por mês um ator do Wattpad é sorteado para participar. Então, se você tem interesse, entre na página da revista e fica de olho que a qualquer momento, abre as inscrições.

Inspirado nisso, decidi abrir aqui no blog um cantinho para divulgar histórias do Wattpad, algo que já vinha fazendo com histórias do Nyah apesar de ter parado, mas prometo que vou voltar. As histórias foram escolhidas por mim e sei que muitas ficaram de fora, mas prometo estar fazendo isso com mais frequência, quem sabe uma vez por semana? Só preciso encaixar direitinho na minha agenda, porque trabalho de blogueiro não é fácil: depois de escrever o post, acha que estamos livros? Nananinanão, tem todo o trabalho divlgando o post e isso é algo que ando bem sem tempo pra fazer.

E antes de começar o post, eu sei que é chato ficar mendigando, mas vai e segue o blog. Curte a página, dá aquela forcinha. Na lateral do blog tem as redes sociais, confere lá se seguiu tudo direitinho e bonitinho. Quem escreveu os motivos para ler foram os próprios autores, confere aí:


Onde Vive o Amor

Eu poderia dizer que o meu livro é original. Que não existe nada parecido. Mas, não! Existem muitos livros que falam sobre o abuso. Mas, eu acho que a todo tem é hora de sair da nossa zona de conforto, e percebe que esse tipo de coisa existe sim! Conversei com algumas mulheres que sofreram e sofrem abuso e, com a permissão delas, os coloquei no livro.

Ben & Henry

Venha se apaixonar por Ben & Henry, um romance dramático e picante sobre sexualidade e preconceito. Retrata a vida de dois homens que se apaixonam e enfrentam o preconceito da família, trabalho e tem que lidar com a confusão sobre isso.
Sinopse:

Ben Summers está em turnê fazendo marketing para o seu novo filme, em conjunto com seu colega de atuação Henry Scott.
Após um pequeno imprevisto, Ben se vê em uma situação que o leva a fazer uma escolha inesperada.
Agora, junto com Henry, ele terá que lidar com as consequências desta escolha, enfrentando suas certezas e verdades.
Em meio à insegurança sobre sua sexualidade, já aos trinta anos de idade, Ben terá uma longa jornada pela frente, encontrando preconceito e tendo lidar com os fantasmas de seu passado.

Os capítulos serão publicados toda quinta-feira. 


Tudo o que sabemos sobre nós

Toda história tem um começo. E todo começo tem o seu final.  A grande questão é que não dá pra saber de que maneira a coisa toda vai se entrelaçar. Por exemplo, Dexter nunca imaginou que um dia se apaixonaria por alguém, e muito menos que esse alguém seria Emma olho de sapo. Emma nunca havia sequer pensado na possibilidade de sair de Londres, e aos 32 anos já havia recorrido metade do planeta. 
A vida é assim mesmo, cheia de surpresas. 
A gente sabe como começa, mas nunca dá pra saber como realmente termina. 
Alternando narrações entre presente e passado, Tudo O Que Sabemos Sobre Nós Mesmos é uma história sobre amores, felicidade e as certezas que achamos que temos.


Flor de Fogo

É Fantasia, mas tem romance, comédia e ficção adolescente... Concluído e único.

Sinopse: Primeiro ano de faculdade é o tempo de descobertas: Descobrir a liberdade, as festas, os amores um pouco mais maduros e, principalmente, as responsabilidades da vida adulta.
Mas se no meio de todas essas coisas você descobrisse que todos as histórias sobre bruxas, vampiros e lobisomens não são apenas contos de fada?
Como um carro na contramão, um grupo de jovens vai descobrir que, muito mais do imaginário popular, a vida é cheia de mistérios e teorias que um simples mortal não é capaz de explicar. Ainda mais quando se é parte de um enredo que envolve uma grande maldição.

@BlogPandanatica

Almas sombrias- o estripador de Lynnwood

Motivos pra ler? Bom, todos dizem que a escrita é "enxuta", ou seja, é aquela história que você lê muito rápido e se envolve demais. 

Bom, pessoal, por hoje é só e espero que tenham gostado da minha listinha. Ainda não li todos eles, mas achei a premissa bem interessante e os autores me convenceram por seus argumentos, e busquei diversificar um pouco nos gêneros.

Tem alguma história aí que você se interessou? Qual indica do Wattpad?

E se você ficou de fora dessa lista e quer sua história aqui, saiba que ainda haverá muitas oportunidades, pois pretendo continuar com essa nova coluna e de acordo com nosso cronograma, no sábado ou domingo eu vou fazer uma listinha dessa só que com histórias do Nyah.

E se você é blogueiro, confere aqui no blog uma oportunidade pra você!


13 de nov de 2017

Convite aos blogueiros: livro Blog - Por Dentro da Tela

10:00 21 Comments
Olá, queridos leitores deste blog! Venho até aqui divulgar pra vocês uma super novidade: euzinha aqui estou organizando um livro sobre o mndo dos blogueiros. Vai ter guia sobre criação de blogs, algumas dicas para fazer posts, se motivar, personalizar e rentabilizar seu blog, além de links úteis e interessantes para você.

O melhor de tudo? Vai ter entrevista com 30 blogueiros (incluindo eu ne), que vão contar um pouco mais sobre o que é blogar, suas inspirações, dificuldades, histórias que servirão de aprendizado e para se identificar. Até porque tem certas coisas que só a gente passa, ne? Tipo conciliar os afazeres do blog com os estudos e cuidar da casa, quem é mãe aí sabe disso. Não sou mãe mas tenho irmão menor, serve?



Os blogueiros interessados devem ler o edital e se inscrever no link de formulário que se encontrarão logo abaixo, mas leiam mesmo o edital, ok? Sei que a gente é do tipo que marca que leu todos os termos e que está de acordo, quando na verdade não le merda nenhuma e depois se pergunta que diabos ta acontecendo kkkkk vulgo eu.

E quem tiver qualquer dúvida, sugestão, crítica ou quiser apenas ajudar na divulgação, basta entrar em contato no email thainasantos1998@outlook.com. Ainda não tem prazo de encerramento para as inscrições, e não é porque você preencheu o formulário que é certeza de que será aprovado.

Alguns requisitos é que para se inscrever, você precisa ser dono do blog ou um dos donos. Seu blog precisa ter pelo menos 2 anos (ou que pelo menos você esteja na blogosfera a 2 anos). Mas se você não se enquadra nesses quesitos, fica tranquilo porque se tudo er certo, haverá outras edições e você poderá participar delas.

Pode blogs literários, de moda e maquiagem, cotidiano, estudos, trabalhos, da área da saúde, etc. E que estejam dispostos a contar como é a vida blogando e a vida fora das telas também, até porque temos nossos afazeres. Com o que você divide seu tempo?


Edital: https://goo.gl/RbGmmr

E fique de olho aqui no blog, porque estaremos fazendo a cobertura de como está o processo de escrita do livro. Ele será inicialmente disponibilizado na Amazon, e o dinheiro arrecadado nas vendas digitais será usado para a impressão do livro físico   

Espero que dê tudo certo e conto com a colaboração de todos vocês!


12 de nov de 2017

Sobre séries: Young Sheldon

10:00 4 Comments
Oi, pessoinhas! Queria dizer que o 1º podcast que gravei deu super certo, fiquei bem feliz pela gravação não ter caído e que minha internet super lenta não prejudicou o áudio. Foi super legal falar durante meia hora de um tema que está bem em alta no mundo literário, as editoras que não prestam, algo que na verdade sempre nos espreita, mas que parece que agora estourou de vez. Então se você não viu, fiz um post aqui no blog falando sobre o descaso que algumas editoras estão tendo com autores, blogueiros e clientes, e nesse post tem o podcast, vale a pena conferir.



 E pra começar esse domingo lindo, onde estou tossindo pra caramba, queria falar de uma série maravilhosa que está estreando hoje, 12/11 na Warner: Young Sheldon. Pra quem não sabe, essa é a série de spin off de The Big Bang Theory, outra série incrível que fala sobre um grupo de amigos vivendo altas aventuras, tipo um Friends só que com nerds.


Young Sheldon, como o próprio nome já diz, fala sobre a vida do Sheldon quando ele era criança: um menininho super fofo de 9 anos que está prestes a ter seu 1º dia de aula no ensino médio. Surpreso? Pois é, o Sheldon é um super gênio que desde pequeno já mostrava sinais do grande intelecto dele.

Acho que qualquer fã de TBBT já imaginou vendo uma série dessas, porque na série o Sheldon vive falando da infância dele, do quanto ele sofria bullyng, das surras e tapas que levava, dos professores que eram burros sim, na série ele questiona os professores quanto ao método de ensino deles e das coisas que ele amava, como brincar de trem [isso não mudou  muito com o passar dos anos], assistir Professor Próton, da vez que ele pediu Urânio para um projeto de foguete que ele tinha e o FBI bateu na porta da casa.

Minha maior preocupação era que pudessem colocar coisas na Young Sheldon que nunca nem tinha sido citado em TBBT, ou mudar algo que já havia sido mencionado que aconteceu de um jeito e eles mudam e colocam que aconteceu de outra forma.

Mas foi lindo, assisti aos dois primeiros episódios e mesmo sabendo de tanta coisa que ainda vai acontecer com o Sheldon, não deixa de ser mágico ver isso. A personalidade da mãe dele continua a mesma, vemos o pai dele, o George, que na série TBBT já está morto, mas foi citado e descrito tantas vezes que é como se já o conhecesse. A irmã gêmea dele, Missy, é uma gracinha, apesar de ser bem tapada, e o irmão mais velho, que esqueci o nome, infelizmente acaba sendo ofuscado por ter um irmão menor que é mais inteligente que ele.

Resultado de imagem para young sheldon

Isso é uma coisa que eu nunca tinha parado pra pensar: como é conviver com uma pessoa que é um gênio? Digo, a gente sempre viu as histórias que o Sheldon contava sobre a infância, mas e o lado dos parentes dele? A Missy, em vários momentos, se irrita com o Sheldon porque o culpa pelas coisas que acontecem de ruim, como o fato dos pais deles brigarem por questões financeiras ou a mçae estar preocupada por ele não ter amigos. Sheldon não percebe muito o ambiente que o cerca, então pra ele ta tudo bem. Missy é experta nesse sentido, ela vê o que de fato está acontecendo, chega no Sheldon e fala: e aí, você não vai fazer nada? Não vai ajudar?

Tem uma cena que a Missy está pensando nisso, sobre o Sheldon ter talentos e o dom da matemática, mas e ela? O que ela tem de especial? Como o gêmeo dela pode ser inteligente desse jeito e ela não ser?

Já o irmão mais velho, me deu muita dó em uma cena. Ele e o Sheldon estão na mesma turma, mesmo com a diferença de idade, e o Shelson, a gente sabe: é super esquisito, não tem tato, sabe ser irritante e constranger alguém. Como seria ter ele como irmão na sua sala? Pode ser intimidante isso.

Resultado de imagem para young sheldon


Com certeza vou continuar acompanhando a série e já se tornou uma das minhas favoritas do ano. É engraçada, é fofa, e nos faz pensar bastante na família e nos amigos. E separei algumas curiosidades sobre a série pra vocês:

Curiosidades sobre a série Young Sheldon


  • Young Sheldon é uma sitcom americana da CBS como um spin off da série The Big Bang Theory e serve como uma prólogo da série, apresentando o personagem Sheldon Cooper como uma criança vivendo com sua família no Leste do Texas e indo ao colégio. 
  • A série foi criada por Chuck Lorre e Steven Molaro, e Iain Armitage é apresentado como o protagonista. Jim Parsons, que é o mesmo personagem em The Big Bang Theory, narra e também é o produtor executivo da série. [Pensei que ele só ia narrar o 1º episódio, mas parece que ele narra todos e apesar de eu achar essa narração dispensável, ou seja, não é necessariamente necessária, é incrível ouvir a voz do Sheldon adulto]
  • O desenvolvimento da série começou em novembro de 2016, ea ideia original foi do p´roprio Jim Parsons.
  • A série começou a ir ao ar em 2 de novembro de 2017, logo após de The Big Bang Theory, após uma apresentação especial em 25 de setembro de 2017. 
  • Em 27 de setembro de 2017, a CBS encomendou a série para uma temporada completa de 22 episódios.
  • Zoe Perry atua como Mary Cooper, mãe de Sheldon, e Zoe é filha de Laurie Metcalf, que interpreta a mãe de Sheldon em The Big Bang Theory.

Resultado de imagem para young sheldon gif
Eu não sou louco, minha mãe me testou
Então, se você é fã de TBBT, precisa assistir a essa série maravilhosa, e se não conhece TBBT, não tem problema: assista também. Só se prepare para as referências, tem coisas que ele começa a falar sobre física que nem eu entendo haha. Espero que tenham gostado, 22:25 na Warner.

11 de nov de 2017

Resenha: Mr. Romance

10:00 4 Comments
  Livro: Mr. Romance (#01)
  Série: Masters of Love
  Autor: Leisa Rayven (@leisarayven)
  Editora: GloboAlt
  Páginas: 358

  Pra começar bem o final de semana, venho recomendar um livro   super legal que terminei de ler, o Mr. Romance. Fui ler porque   estava visitando alguns blogs, me deparei com resenhas sobre ele e   fiquei tipo, caraca, eu preciso ler isso. Saca só a sinopse:


Max Riley pode fazer com que as fantasias mais incríveis ganhem vida: sob o alter-ego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro homem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando sua identidade e suas artimanhas. Desesperado para proteger seu anonimato, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história. Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?

 Logo nas primeiras páginas, me identifiquei com a protagonista, a jornalista Eden Tate. Eu amo livros onde a protagonista tem essa profissão, acho que uma parte de mim, por ser blogueira, sempre vai admirar essa área. Outra coisa que me chama atenção é que normalmente o personagem não consegue separar a vida pessoal da vida profissional dele: mesmo quando ele está em casa, ele está pensando em alguma matéria para escrever. O que é algo que eu passo, até porque blogo onde quer que eu esteja: em casa, na rua, com um celular, notebook, uma lan house, não dá pra se desconectar [motivo pelo qua falhei no Desafio Minimalista 1: Fique 1 dia offline].

Então nós temos aqui a Eden Tate, a jornalista que ralou pra caramba na faculdade para ter uma carreira de sucesso na área jornalística, mas acabou tendo que escrever essas matérias ridículas que a gente vê em muitos sites por aí, como "Você não vai acreditar no que essa mulher encontrou na rua" ou "Veja o tamanho desses pintos!" e você clicar no link pra ler e ver imagem de uns pintinhos. Isso quando não são aqueles testes, do tipo "Faça o teste e veja qual Power Ranger você seria!". Apesar de que esses testes são bem legais mesmo, volta e meia eu acabo fazendo haha. Mas a Eden aqui se irrita demais escrevendo essas besteirinhas. Então a irmã dela, a Asha, conta que um cara misterioso está saindo com mulheres ricas e da alta sociedade. Quem é esse cara? O que ele faz com essas mulheres? Quem são essas mulheres? Se isso for verdade, é um escânalo, e ela vê ali uma oportunidade de fazer a matéria e quem sabe ser promovida pelo chefe -que é um sujeitinho bem desprezível. Porque todo chefe na área jornalística nos livros é tão chato assim?

Resultado de imagem para gif nao sei

Enquanto ela está desesperada atrás desse Mr. Romance, ela acaba conhecendo o Kieran, um cara super lindo e maravilhoso com sotaque irlandes que nooooossa. eu lia as páginas e queria entrar lá dentro pra pular em cima dele. Ele é super fofo, carismático, sexy e está em busca de um relacionamento sério. E a Tate, ela não quer nada sério, ela detesta a ideia de romance e finais felizes, não acredita nisso. Uma noite juntos? Tudo bem, ela topa. Um jantar romântico? Nem pensar. E ela está atrás do Max, a identidade real do Mr. Romance. 

Ela chega a tentar invadir um galpão dele, faz de tudo pra conseguir encontrá-lo, e quando ele aceita dar uma entrevista em troca dela parar de ficar agindo feito lunática atrás dele, você fica tipo, esse é um triângulo amoroso? O que é isso? E cheguei a pensar qe o Kieran fosse o Max, mas mesmo assim, fiquei na dúvida e fui enganada. Caí tão direitinho que quando a Tate descobre fiquei que nem ela: com raiva, estagnada, irritada, envergonhada, me sentindo uma trouxa. Mas a forma com que tudo aconteceu foi ao mesmo tempo bem engraçada, apesar da humilhação.

Resultado de imagem para romance

E conforme a leitura vai se desenrolando, você vai percebendo que a Tate teve um trauma passado, e sente pena dela, e do quanto ela está tentando ser forte. Só que em certos momentosachei algumas atitudes dela hipócritas. Digo, ela julga o Max por ele ter um trabalho que consiste em arrancar dinheiro de mulheres mais velhas e comprometidas, mas olha só quem está desesperada atrás de uma matéria que irá expor pessoas e sentimentos só pra subir de cargo? 

Não acho que o Max esteja errado. Ele não se prostitui, mas mesmo que o fizesse, sei lá, o corpo é dele, a vida é dele, tudo sendo consensual. Mas na realidade a única coisa que ele faz é ser um acompanhante. Ele é um excelente ator, finge ser outras pessoas, e finge de uma forma inacreditável. Eu sou apaixonada por livros de romance e sei que essa coisa toda não é real, não daquele jeito, mas eu super toparia passar um dia com o Max, ou qualquer que seja o nome que ele tenha naquele dia, se ele pudesse fazer meus sonhos realidade uma única vez. Não de sexo, nada disso: é de se sentir amada, querida. Muitas mulheres não se sentiam amadas por seus maridos, elas queriam se sentir únicas, e pagaram para poder experimentar isso nesse livro, ter essa sensação.

Resultado de imagem para mr romance
Imagem do blog Guardiã da Meia-Noite

Max é incrível. Lindo, maravilhoso, te conquista de um jeito que poucos personagens conseguem. A autora acertou muito com ele, é um personagem super carismático, e queria ter visto mais sobre o ponto de vista dele na narrativa, e não só da Tate.

O único problema assim que eu vejo, se é que pode ser chamado de problema, é que o relacionamento deles pareceu meio rápido. Na verdade é mais a atração do Max por ela, tem certos momentos que eu fiquei me questionando: [Passe o mouse por cima desse espaço em branco se quiser ler um spoiler. Como um cara como ele foi se apaixonar por ela e tão rápido? Não que a Tate não seja incrível, mas é aqueles questionamentos, sabe. Mas não se deve fazer esse tipo de pergunta em um livro de romance, fala sério haha. Se eu fosse começar a fazer um levantamento desses na maioria dos livros que eu li, daria uma tese de TCC, mas a gente lê mesmo porque a realidade, na maioria dos casos, é triste. Vamos ficar nesses livros mesmo.      

Resultado de imagem para romance gif
MAAAAAX ♥ 

Dá pra ler super rápido, é uma leitura bem divertida e super recomendo pra quem gosta do gênero. Espero que tenham gostado da resenha, e agora é correr atrás de conseguir uma entrevista com a autora!

E se você é fã da autora Leisa Rayven, se já leu algum dos livros dela ou se pensa em ler, curte a página Leisa Rayven Brasil, assim você fica por dentro das novidades e pertinho de outros fãs ^^

10 de nov de 2017

Fevereiro: Uma carta para um personagem fictício.

10:00 2 Comments
Bom dia, pessoas! Pra quem não sabe, eu estou participando de um projeto super lugar, o Projeto : 12 cartas em 12 meses, mas estou fazendo de um jeito diferente. O tema de fevereiro era sobre escrever uma carta para um personagem fictício, e escolhi a Hermione Granger, da série Harry Potter, confira:



Cara Hermione Granger,

Olá! Meu nome é Thainá e sou uma grande fã sua. Te acompanho desde que era pequena. Você na tela, com seus cabelos despenteados e eu no mundo real, indo pra escola de pijama. Não éramos as garotas mais populares, ne? A gente é mais de ficar no nosso canto, observando o que está acontecendo. Mas quando vemos algo diferente, seja bom ou ruim, não conseguimos nos segurar e abrimos a boca, motivo pelo qual acabamos chamando atenção, mesmo sem querer.

Os livros acabam virando nossos melhores amigos. Minha nossa, estar em uma biblioteca é tipo, o paraíso. Passear pelas estantes, observando um livro melhor que o outro, e triste porque você não pode levar todos e essa escolha dói.

Crescemos, conquistamos amizades inigualáveis, e almejamos uma carreira de sucesso. Nosso boletim precisava vir com um 10, senão era um surto violento. Não nos contentamos com coisas pequenas e simples, queremos ir além, e espero ser tão inteligente quanto você.

Nunca desistir, nunca deixar de ser quem eu sou, jamais abandonar os amigos ou a família quando eles mais precisarem de você, e aguentar toda a dor sozinha. Quantas vezes você não chorou porque se sentia sozinha? E todos esses anos amando o Rony, e sendo ignorada? E quando ele foi embora, te acusando injustamente, mas você tinha uma missão a cumprir e não podia deixar o Harry sozinho?

Eu te admiro muito pela criança que você foi, as coisas que a adolescente em você criou, como o FALE e a mulher que se tornou: a que não tem medo de ir em frente, se acha que essa causa vale a pena lutar.

Mione, você é demais   


Editoras que não prestam

00:07 0 Comments
Existem muitos autores por aí com histórias incríveis só esperando um momento para se publicarem. Postam no Wattpad, no Nyah e Spirit, além de buscar uma renda extra com publicações em sites como Amazon. Por mais que essas plataformas sejam maravilhosas, um sonho frequente é o de ter um livro físico, um livro que você vai poder tocar e que estará nas vitrines das maiores livrarias do país, terá noites com sessão de autógrafos, quem sabe um espaço na Bienal do Livro?


Resultado de imagem para gif sonhos

No entanto, esse sonho pode acabar se tornando muito caro e virar um pesadelo. Infelizmente, existem pessoas e empresas que se aproveitam da ingenuidade de autores iniciantes e cobram valores altíssimos para fazerem suas publicações, e quando o autor percebe a merda na qual acabou de cair, é tarde demais.

O assunto que está rendendo é esse, as editoras que não prestam. Elas são tão inescrupulosas que pegam seus maiores desejos, te iludem dizendo que irão te dar o céu e as estrelas e depois desaparecem, deixando um rastro de destruição e caos. As discussões renderam em grupos no facebook, e muitos depoimentos foram dados. Leitores que reclamaram de edições mal feitas, blogueiros insatisfeitos com as parcerias propostas por essas editoras, e autores que sofreram nas mãos deles. Sem mais delonga, segue a listinha com o nome das ditas:

Chiado, Arwen, AllPrin, Autografia, Multifoco, Spz - tribo das letras, selo jovem Novos Talentos, Pandorga, Buriti, Editora Em foco.


Não iremos citar os nomes de quem deu os depoimentos, até porque foram centenas de comentários e queremos preservar a integridade das mesmas. Para garantir que não foi apenas um caso isolado, nos certificamos de conferir as acusações, procuramos no google e de fato, não é difícil achar reclamações sobre elas como em sites como Reclame Aqui. Dentre os depoimentos, temos:



  • O contrato te deixa preso, te impede até de participar de antologias de outras editoras, o preço final do livro fica alto, não tem divulgação nem boa distribuição, as capas não são boas.
  • Faz várias promessas, faz o autor pagar e depois some. Não divulga o livro, não presta assessoria.
  • Descaso com o autor de todas as maneiras possíveis, além da edição do livro ser precária.
Resultado de imagem para gif raiva

A raiva de alguns era tão grande que eles não queriam mais saber de editora alguma, preferiam se lançar independente. Para quem não sabe, no mercado editorial brasileiro, ou você arruma uma editora e paga a editora para que ela publique seus livros ou você se lança independente e paga tudo sozinho. "Editora é praticamente tudo a mesma coisa: oportunistas de sonhos alheios, destruidoras de sonhos." , este foi um comentário que muitos apoiaram."É só uma gráfica disfarçada de editora, como muitas outras aqui no Brasil."

E agora eu falo algo que já aconteceu comigo, nada tão grave quanto o que já me contaram, mas que me serviu para reflexão: quando eu tinha meus 14/15 anos, queria porque queria lançar um livro, não queria ficar só online. Saí mandando originais para muitas editoras. Fui recusada por algumas, recebi proposta de outras. As que me aceitaram ficavam mandando mensagem maravilhosas, dizendo que minha obra era incrível, que isso e aquilo, prometeram muita coisa. Mas eu tinha que contribuir com os gastos e comprar uma parte da remessa dos livros, em torno de 500. Oi? Sabe o que é para uma adolescente dessa idade, que não tem dinheiro nem para comprar os livros dos seus autores favoritos, que para ter seu livro publicado, precisaria comprar 500 livros? Não tinha a menor condição, e quando avisei isso, eles sumiram e não me responderam mais. E meu caso ainda é suave, tem gente que assina os contratos, publica, sofre pra caramba e por isso acaba processando a editora.

Resultado de imagem para choro

Tem muita editora que na verdade é gráfica disfarçada. Claro que não são todas, mas tem muitas que só querem ganhar dinheiro às custas do seu sonho. Pesquise sobre a editora, veja o alcance que ela tem, se acha lugar para comprar os livros dela. Converse com autores que publicaram com eles, mostre seu contrato para um advogado. Do que adianta ter um livro nas mãos sendo que ele será esquecido? Vendido apenas no site da editora, onde ninguém vê. Sério, vale mais partir pra publicação independente, pelo menos o lucro será todo seu. Eu optei por isso, estou com 19 anos e tenho muitos livros, alguns sendo postados em sites online, em breve outros na Amazon. O dia que eu tiver dinheiro, eu me lançarei, porque não quero ser mais um autor, quero ser lida, quero ter destaque, e isso tem um preço.

"Entre esses contratos em que você banca tudo e ainda deixa boa parte do valor das vendas para a editora, e publicação independente, fui de independente. Exige buscar profissionais e dá mais trabalho, mas acho que vale mais a pena."

Uma editora que permite que seu livro seja publicado sem nenhuma revisão pode ser considerada uma boa editora?

É obrigação da editora trabalhar no texto, é por isso que existe o editor. Revisão, preparação, copidesque, tudo isso é obrigatório. Uma editora que pega um manuscrito e publica do jeito que tá não é editora. É gráfica. Muitas reclamações foram feitas no quesito revisão: as editoras publicavam o livro cheio de erros, e o pior: erros que não estavam lá antes. Por que uma editora iria colocar erros a mais no livro? Para que o autor pague a mais pela revisão. Enquanto isso, o dono da tal editora dirige uma belíssima Ferrari, mas não tem capacidade para contratar editores de texto para seus mil livros publicados por ano.

Não desmereço o trabalho de editoras menores e que cobram pelo serviço. A gente sabe que a situação no país não é boa, nada vai vim de graça. E teve muitas editoras que foram muito bem recomendadas, como editora Sinna, Hope, Luva Editora, Livros Prontos, Skull, Estalo. E é bom formar o seu público para poder começar a pensar mais alto. Na dúvida assine contrato por obra, não vincule todo seu trabalho a uma editora.


Entre ir pela rua de satanás ou de uma dessas editoras, vai com a do diabo que é mais segura.

E está rolando uma campanha entre os blogueiros: NÃO FAÇAM PARCERIA COM ESSAS EDITORAS. Elas desmerecem o cliente, que compra produto x e recebe y [isso quando recebe o produto], tratam com descaso o blogueiro ao não cumprir com o combinado e fazem chacota com a cara do autor ao fazer essas palhaçadas descritas aqui.

E se algum autor quiser serviço se revisão, procure a Letícia Godoy, foi super  indicada.


E fiz um podcast sobre o assunto, quem tiver interesse em assistir, está disponível:


9 de nov de 2017

Editoras com parcerias abertas para 2018

20:48 7 Comments
Aos blogueiros literários de plantão: está chegando aquela época maravilhosa em que as editoras abrem parcerias para vocês.

Como funciona?

Se você tem um blog que fale de livros, você preenche um formulário ou manda email para a editora. Geralmente é através de formulários. Quando a editora abre as inscrições, eles vão pedir seu nome, nome do blog, link dele e das suas redes sociais, número de visualização, esse tipo de coisa. Você  preenche tudo isso e envia.

Quando sai o resultado?

Isso varia de editora para editora. Geralmente, o resultado sai um mês depois, ou seja, em janeiro começam a sair os resultados, mas assim que abrir as inscrições, a própria editora avisa quando sai a lista com os escolhidos.

Como as editoras escolhem os blogueiros?

Depende. Eles dizem que é pela qualidade das resenhas, pela frequência de postagens, aparência e organização do layout e claro, pelo número de seguidores do blog. Mas já vi blogueiros de poucos seguidores sendo aprovados em X editora e blogueiros grandes sendo recusados, é uma coisa que até hoje não temos certeza de como funciona.

Se vocês tem perguntas e dúvidas sobre o processo de parcerias, vão mandando que a gente responde, e estaremos atualizando esse post com as editoras que forem abrindo o processo de inscrição, então salva esse link aí   




Editoras com parcerias abertas

  • Editora Fundamento: Prazo termina 20/11 ao 12:00. Resultado sai dia 08/12 e a parceria começa mesmo em janeiro de 2018. 

Editoras que vão abrir parcerias

Editoras que já fecharam as parcerias

O que você quer ler no blog? Escolha!

20:09 0 Comments
Hoje, trago uma super novidade aqui no blog blog: O que você quer ler? Pode ser algo relacionado a livros, escrita, escritores, editoras, filmes, séries, mas pode ser sobre teorias, como as iluminatis, sobre alguma guerra, como a segunda guerra mundial. Sobre a blogosfera, técnicas de SEO, enfim, o que você quiser, porque VOCÊ escolhe o tema.

O tema mais votado estará nessa nova coluna no blog, e ficará durante um mês inteiro. Ainda teremos os outros posts do blog, mas ainda não decidimos qual será a frequência dessa nova coluna. Uma vez por semana, totalizando 4 posts? Duas vezes por semana? Estamos decidindo ainda.

Pra votar, você deve entrar na página do face, deixarei o link abaixo, e você vai lá e comenta qualquer tema que seja do seu interesse. Os 5 temas mais escolhidos entrarão em votação daqui a uma semana, no dia 16/11. Caso dê empate, faremos sorteio com os temas mais escolhidos.


A inspiração para essa nova coluna surgiu de uma entrevista que li no livro Blogging Heroes, um livro que entrevistou 30 grandes blogueiros [em breve, terá resenha aqui no blog] e uma entrevista que me chamou atenção foi a do Philipp Lenssen, do Google Blogoscoped, que disse que já tinha criado um blog onde as pessoas escolhiam os assuntos e a mais votada era o assunto do mês naquele blog. Ele chegou a escrever sobre gatos, teorias da conspiração, entre outras coisas, mas por falta de tempo ele acabou parando. A ideia de criar um blog voltado a isso me pareceu muito interessante, e penso em levar a ideia adiante, mas por enquanto, vou deixar como coluna aqui no blog e ver até onde isso vai.

Então se você gostou da ideia, vai lá e escolhe um assunto, e se puder, compartilha. Vamos espalhar essa novidade!

Clique aqui para poder escolher o assunto

7 de nov de 2017

Twitter agora tem 280 caracteres

23:39 0 Comments
Dia triste para os usuários do twitter: a maravilhosa plataforma, que antes só permitia fazer posts de até 140 caracteres, fez uma atualização na qual será possível escrever o dobro de palavras: 280. O que dá um espaço bem maior para escrever e se expressar com mais liberdade e espontaneidade, mas os que são frequentadores assíduos do tt... consideram esse feito como uma espécie de enterro.


Muitos questionam dizendo que agora o twitter irá virar uma espécie de facebook, onde vai aparecer um textão a cada esquina. Particularmente, eu uso o twitter quase todos os dias, amo ver quais estão sendo os assuntos do momento e além de me divertir com os memes [estive presente nas guerras memeais contra Portugal e Argentina], também me informo com o que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Pra vocês terem noção, eu sei mais sobre o que está havendo com a política do Brasil por causa do twitter do que dos telejornais. É só entrar lá, ver o nome de um político nos trendics topics e pronto: em questão de minutos, estarei a par do assunto. O twitter não é só aquele lugar de desabafar e dar risada, ele está se tornando um dos maiores portais de notícia do mundo, se já não é o maior. E o fato de se ter apenas 140 caracteres faz com que você seja objetivo, ou você vai direto ao assunto ou não vai a lugar algum.

Com 280? Posso dizer que de início, a experiência foi ruim. Não conseguia ler os tweets muito grandes, não chegava nem na metade do que estava escrito e já pulava para o próximo. Pode ser que seja a falta de costume, mas tudo o que eu queria era opção de EDITAR.











É... Vamos ver até onde isso vai dar.

6 de nov de 2017

Como blogueira, eu digo a experiência que NÃO deu certo

23:13 21 Comments
Pra quem não sabe, eu curso Administração de Empresas na faculdade e além dela, tenho aulas de website -construção, reconstrução e manutenção de blogs e sites - e estudo online, me interesso bastante para saber cada vez mais sobre blogs e redes sociais.

Tenho uma aula maravilhosa de Mídias Digitais uma vez por semana, e o que aprendo ali não tem preço. São dicas atrás de dicas, conselhos, métodos, me fez ter uma visão totalmente diferente do que eu tinha a respeito de blogar. E meu professor é sensacional, ele tem a própria empresa de Mídias Digitais e trouxe nós, alunos, cases reais que ele mesmo vivenciou com clientes, o que faz com que as informações transmitidas tenham ainda mais autenticidade.

No entanto, uma coisa que ele falou me surpreendeu e chamou atenção. Da sala, até onde eu sei, sou a única blogueira, então volta e meia ele me usa como exemplo e me lança desafios. Ele perguntou com que frequência eu postava, e fiquei até meio receosa de responder, pois fazia quase um mês que não atualizava o blog. Ele me questionou sobre qual a frequência com que eu achava que deveria postar, e respondi que de 2 a 3 posts por semana seria o ideal, apesar de não conseguir postar nem 1. Sabe o que ele respondeu?

Sabe o que ele disse?

Um blog deveria ser atualizado umas 4 vezes por dia
Resultado de imagem para gifs gretchen 

Cara,
vocês
não
tem
NOÇÃO
do
que
senti
ouvindo
isso.


Me senti a pior dos seres humanos, o lixo da face da terra, uma blogueirazinha de nada. 1 post por dia já seria difícil, 4? E ele explicou que essa quantidade de posts faz com que seu site suba nos rankings do google, que muitas empresas usam isso como estratégia, etc.

Pois bem, ME FODI pra tentar fazer isso. Nem tinha terminado a aula, fiquei fazendo listinha das coisas que poderia postar. Notícias? Novidades? Mas cara, esse não é meu foco, não sou um portal de informação, não assim. Lembrei que o NaNoWriMo estava chegando, que eu tinha o Desafio Minimalista para terminar, o Projeto 12 Cartas para fazer. Não deu outra, foi post atrás de post.

Ferrei com minhas vistas, que já são ferradas naturalmente. Fiquei tanto tempo na frente do computador que ia dormir na madruga quase que passando mal, quando despregava o olho da tela, já tava zonza, dor de cabeça infernal. Mas tava postando.

Resultado de imagem para gifs gretchen

Número de visualizações aumentou? Sim, absurdamente, mas de engajamento caiu. Eu não tinha tempo pra ficar divulgando (dá pra acreditar numa coisa dessas?). Porque não adianta só postar, tem que mostrar ao seu público que tem post novo e convencê-los a ir até lá.

E convenhamos, não é como se, como blogueira literária, eu fosse ter milhões de visualizações. É estatística dizendo que apenas 4% da população brasileira lê, que a maioria dos brasileiros que leem não leem mais que 4 livros por ano. Entende o que quero dizer? Meu público é específico, até incluí séries e filmes pra subir um pouco mais, mas não é aqueeeeela coisa.

Talvez essa dica de postar 4 vezes por dia dê certo pra quem tem portal de notícias ou blogs similares a isso. No meu caso, divulgando e interagindo bastante, chego a ter uma média de 40 comentários por post, mas demora pra chegar nesse número. Leva de duas semanas a dois meses, a maioria dos posts recentes ficam com dois, três comentários, com o tempo que ele upa.

Imagem relacionada

Resultado: Não deu certo. Posso ser um caso a parte, talvez seja o meu nicho, mas não dá. Me comprometo, daqui pra frente, a pelo menos 2 posts por dia, pelo menos até acabar o NaNoWriMo, que me comprometi a um post diário. Depois disso, 1 post só.

Se eu tivesse só o blog, talvez desse mais tempo. Mas eu estudo, trabalho, tenho outros blogs, tais como o Garota Imperfeita 42 e o Kathe Daratrazanoff. Quem tem mais de um blog sabe, é mais complicado.

Mas tudo bem, continuo aí nessa busca incansável pelo sucesso e crescimento do blog. Não podemos parar de testar. E visitem aí essa série de posts que fiz e em breve falarei sobre Adsense.