Siga @katherslynne

1 de jul de 2015

Crítica de Filmes : Eu te Amo, Cara


Eu tava olhando a programação dos canais, procurando algo legal pra ver, e me deparei com esse filme. A sinopse me chamou a atenção, então fui ver.

Peter acaba de pedir sua namorada em casamento e percebe uma coisa : não tem nem um amigo pra ser seu padrinho. E uma coisa que ele não tinha se tocado muito vem a tona, na realidade, ele não tem um único amigo. Só amigas. Então ele sai a procura de novos caras, tentando arranjar amigos. Só que não dá muito certo.

Ele tenta se reaproximar dos seus colegas de trabalho, dos maridos das amigas da sua noiva, de gente que conheceu na internet, pessoas que sua mãe e seu irmão indicaram. UM atrás do outro, e ele só se metendo em furada. Além de tentar achar amigos homens pra uma relação amigável, ele está tendo um certo probleminha no trabalho. Peter tem que vender uma casa e não ta conseguindo.

E quando ele está desistindo aparece o cara ideal. Divertido, inteligente, simpático. Só que esse cara faz com que Peter pense em toda a sua vida, inclusive no casamento.

Não foi um dos melhores filmes que assisti. Quero dizer, foi legal. Foi engraçado em algumas partes. E intrigante, porque você nunca sabe o que vai acontecer, e fazia tempo que eu não via um filme que me deixasse em dúvida sobre o que aconteceria com ele até os últimos minutos. Mas não foi aquela coisa que se diga “nossa, que incrível”.

Detestei algumas coisas. Sidney. esse novo “amigo” do Peter, é um... Ele leva o cachorro dele pra passear, o cachorro faz coco no chão e ele não limpa. Sem contar de algumas coisas que ele fala envolvendo masturbação e coisas do tipo. Totalmente nojento, eu não ia querer um cara como ele por perto. Tudo bem, ele tem um lado bom e talz. Mas mesmo assim, ele podia mudar alguns hábitos.

E as amigas da noiva são ridículas. O marido de uma loira é totalmente escroto. E elas ficam tipo “ai, tadinho do Peter, ele não tem amigos, ele deveria ter amigos homens”. Eu gostava do Peter de  antes. Aquele  cara é o marido ideal. Mas depois, com os amigos, ele fica normal. E esse normal, pra mim, não é bom;

Se você não tiver algo melhor pra ver, assista. Mas se tiver, não perca tempo com esse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.